Espaços públicos. Vidas Privadas

Este é o título do congresso da APH de 2013, já acreditado pelo C.C.P.F.C. em 0.6 u.c., que se realizará nos dias 18, 19 e 20 de outubro, em Lisboa, atendendo a que o do ano passado decorreu no Norte, em Guimarães.

Iniciamos, assim, um novo ano letivo proporcionando o estudo aprofundado de certas temáticas, em regra muito aliciantes quer para os professores quer para os alunos.

Para além das conferências sobre temáticas específicas, resultado de investigações recentes e que são um valioso contributo para a atualização científica dos professores, proporcionamos oficinas em que se pretende divulgar recursos que podem ser utilizados com os nossos alunos e, ainda, visitas de estudo onde aquelas temáticas do público e do privado se podem contextualizar.

Esta é uma temática relativamente pouco estudada, vasta e complexa, sendo as fontes históricas com ela relacionadas escassas e dispersas. Apesar dos esforços realizados, as lacunas são, ainda muitas, constituindo este congresso, cremos, uma forma de apresentar a um público mais alargado, alguns dos estudos realizados ultimamente na referida temática. As variações entre os conceitos de público e de privado refletem as alterações sociais, culturais, políticas e económicas das diferentes sociedades e épocas. Deste modo, o legado cultural em análise (tangível e intangível), obriga a um olhar muito abrangente, sugerindo, em muitos casos, propostas de investigação e não trabalhos acabados. O conceito de espaço público recai, naturalmente na esfera política e no domínio da liberdade, em oposição ao privado onde a casa, a família e o indivíduo são a sua definição. A estreita articulação que se tem verificado entre os dois tem permitido a invasão do historiador nesse domínio do privado. As sociedades em constante mudança redefiniram os conceitos, tentaram estabelecer limites entre ambos e, por vezes, observamos o Privado a sobrepor-se ao Público. As alterações refletem a estrita lógica sistemático-funcional de organização das sociedades humanas.

Aguardamos por vocês, pela vossa participação, pelo vosso contributo

Bom ano letivo a todos!

A Direcção da APH


voltar ao topo