Condições de Inscrição.

Ficha de inscrição

- Todos os campos preenchidos com letra legível e assinada
- Preenchimento obrigatório do email para receber confirmação da inscrição

Novos critérios de avaliação dos formandos

* A APH confirmará as inscrições, por e-mail, depois de findo o prazo estipulado para as mesmas.

Pagamento

Efectuado no acto de inscrição

    Formas de pagamento:
  • Cheque (só será depositado a partir do dia fixado como prazo de inscrição por isso pedimos a vossa atenção para a data de validade do cheque)
  • Vale postal
  • Numerário (só quando entregue na sede da APH)
  • Tansferência bancária para o IBAN PT50 003506750003836793088 (com envio de cópia do comprovativo para secretariadoaph@netcabo.pt ou para o fax: 21 764 72 01) - obrigatório para inscrições enviadas pelos CTT, por e-mail ou fax
* Devolução do valor pago se não houver vaga
* Desistências depois de findo o prazo de inscrição só devolveremos o valor pago se a vaga fôr preenchida

Critérios de avaliação dos formandos

I. Certificação/Creditação

    Têm direito a certificação pela frequência de uma acção de formação contínua os docentes que a concluam com sucesso, satisfazendo cumulativamente as seguintes condições:

  • Não excedam, em faltas, um terço do número das horas presenciais conjuntas;
  • Obtenham uma avaliação igual ou superior a 5 valores, numa escala de 1 a 10.

II. Escala de avaliação e ponderações

  • Insuficiente – de 1 a 4,9 valores; Regular – de 5 a 6,4 valores; Bom – de 6,5 a 7,9 valores;
  • Muito Bom – de 8 a 8,9 valores; Excelente – de 9 a 10 valores

III. Parâmetros de Avaliação Obrigatórios:

  • Componente presencial e participação – 45%
  • Trabalho escrito autónomo/relatório – 55%
* O trabalho corresponderá a 5,5 valores, ou seja, aos outros cinquenta e cinco por cento da classificação final. Aconselhase que ao longo da formação os formandos esclareçam com o formador todas as dúvidas que tenham sobre o mesmo. Consideram-se os seguintes parâmetros, que serão adaptados consoante o tipo de trabalho: Aspectos formais e de organização – 20% (organização: 5; definição dos objectivos: 5; identificação dos problemas: 5; procedimentos adoptados: 5); Integração na prática pedagógica: 12,5; Apreciações críticas: 10; Correcção científica: 12,5.

Plano de Formação para 2017

Modalidade Descrição Formador Calendário Nº de Horas
Porto
Curso O Comunismo no Pós Guerra-Fria Manuel Loff e Álvaro Cúria fevereiro/março
32
Curso MÚSICA E POLÍTICA. Fascismo, Nazismo e Holocausto Maurizio Padovan setembro
25
Curso Política Contemporânea no Médio Oriente Manuel Loff e Marta Silva novembro
25
Leiria
Curso “Nós por cá”: Componentes Locais e Regionais do Currículo da História no contexto das Ciências Sociais e Humanas Leonor Carvalho novembro
50
Coimbra
Curta Duração Conimbriga e o seu território: património e museologia Virgílio Correia junho
6
Lisboa
Curta Duração A Sociedade Romana de Olisipo a partir dos Monumentos Funerários (MASMO)
-
fevereiro
6
Curta Duração Cultos Romanos no Município Olisiponense, (MASMO)
-
março
6
Curta Duração Povoamento Romano em Sintra – Roteiro Arqueológico (MASMO)
-
maio
6
Curso Racismo e Cidadania Raquel Henriques abril
12
Curso Portugal, a Europa e o Mundo do pós “Guerra Fria” João Paulo Avelãs Nunes setembro
25
Elvas
Curta Duração Rota dos Refugiados (Portugal/Espanha) Irene Pimentel e Luís Horrilo setembro
6
Belmonte
Curta Duração Rota Sefardita (Judeus e Cristãos-novos em Belmonte: identidades e dinâmicas sociais (séculos XV-XX) Susana Mateus setembro
6

*Plano detalhado da Acção de Formação em breve

Questões ou dúvidas? Contacte-nos.


voltar ao topo